Por Jéssica Valença e Giulia Victória

O segundo dia de competições dos Jogos Universitários de Praia 2019 começou animado. Seis partidas marcaram o último dia de eliminatórias para o Beach Hand. Os últimos jogos estão marcados para o próximo sábado (23). A primeira partida do dia foi entre as meninas do Universo/RJ x UFRN/RN. A equipe feminina do Universo é a atual campeã da modalidade, mas quem levou a melhor nesse jogo foi o time do Rio Grande do Norte, que venceu por 2×0.

Na sequência, foi a vez da equipe da UNIATENEU/CE, vice-campeã de 2018, enfrentar as meninas da UFRR/RR. O time do Ceará ganhou a partida por 2×0. Com experiência na modalidade, tendo jogado na seleção brasileira por 14 anos sendo duas vezes campeã mundial, sul americana e do world games, e três vezes campeã no pan-americano, a atleta Darlene Soares declara: “Apesar do ano passado estarmos com um time inexperiente, por ser a primeira competição de praia da maioria das atletas, nós conseguimos colocar em prática tudo que treinamos e conquistamos o segundo lugar, perdendo para o Rio. Esse ano viemos focadas no objetivo de chegar nas finais e sair como campeãs da competição.”

Esse ano a competição foi no sistema de chave única, com um rodízio de pontos corridos. Com a vitória de hoje, o time da UniATENEU se considera uma campeã antecipada, porque apesar de restarem duas rodadas, as equipes que estão atrás não conseguem alcançar a pontuação do time. “estamos muito felizes por já termos o título de campeãs brasileiras universitárias de 2019.

Depois das meninas, foi a vez dos confrontos das equipes masculinas. O Universo/RJ ganhou de 2×0 do time da UFRR/RR. O time do Rio de Janeiro é o atual campeão da modalidade e está em busca do bicampeonato. O atleta Bruno relata a dificuldade de conciliação dos colegas entre trabalho e estudo com a prática esportiva. “A galera trabalha, estuda e tira o próprio sustento dos seus respectivos empregos. É complicado conciliar a vida acadêmica com os treinos, mas a essência do grupo é o trabalho em conjunto, quando focamos em prol de um objetivo, nos preparamos da melhor forma independente dos agravantes.”

“O esporte universitário é importante porque faz com que a universidade invista no esporte através da busca pela visibilidade e consequentemente admitindo jovens por bolsas de estudo, sendo uma oportunidade para muitos que almejam um diploma”, completa.

A quarta partida desta quinta-feira (21) foi entre as equipes UNIATENEU/CE e UNB/DF. O jogo ficou 2 a 0 para o time de fora. Em seguida, foi a vez dos vice-campeões de 2018, os meninos da UFRN-RN, enfrentarem o time da UnB/DF. O jogo foi muito disputado, mas quem garantiu os pontos foi o time de Natal. Para encerrar os jogos de Beach Hand na fase eliminatórias, a UNIP-RR pegou o time da UFPE-PE e o placar ficou 2 a 0 para a UNIP-RR.

A semifinal da modalidade acontece nesta sexta-feira (22), a partir das 9h. Os jogos estão sendo realizados no Parque da Cidade, em Brasília.

0 Comments

No Comment.