Por Andreza Nunes e Mariana Lima – Programa Jovens Voluntários

Muitas histórias e um desejo em comum: a vitória. Neste sábado (22) ocorreram as finais do JUBs Jogos de Praia, no Parque da Cidade, coração de Brasília. O céu azul considerado o mar de Brasília quase não apareceu. Entre as conquistas destas competições, as graduandas Medalyn Alexandra Mendoza Zamudio, 19 e Lisbeth Allcca Merino, 18, levaram a medalha para a UNINASSAU-PE. Já o masculino foi a UPIS com a dupla Luccas Amorim, 24 e Felipe Alves, 20.

E a história delas com o vôlei começou cedo. A dupla é peruana e veio para o Brasil para jogar vôlei e estudar.  Medalyn brinca que ela começou no vôlei desde que nasceu. Já a Lisbeth, carinhosamente chamada de Lili pela companheira, foi com 11 anos. Amigas há oito anos e jogando juntas por três, mostraram cumplicidade e jogo de cintura na hora da final. Apesar de terem que se acostumar com outro cenário, comida, costumes e cultura, elas afirmam que conseguem entender melhor o português do que pronunciar.

Na final, com torcida para as duas duplas, as peruanas ganharam os dois sets e se mostraram rápidas e ágeis enquanto a UNIATENEU-CE já aparentavam frustação por estar perdendo. As ganhadoras afirmam que ficaram felizes e que estavam preparadas apesar das concorrentes serem muito boas. “Estamos agradecidas a Deus, porque sempre está conosco nas partidas. Sempre oramos e agrademos”, finaliza Medalyn. A dupla ganhou os Melhores do Ano no Peru em 2018 e são projeção para as Olimpíadas Paris 2024.

A UFC- CE perdeu o primeiro set, mas virou e conseguir o terceiro lugar contra a UnB. As duas duplas sempre comemoravam cada ponto que faziam independentemente de quem estava ganhando. Bruna Gabriela, 21 da UFC-CE comenta o jogo “Somos atletas da quadra e foi tudo novo, pouco tempo de treino e ao longo da competição fomos crescendo muito e o jogo de hoje foi superação”.

O jogo masculino foi entre dois times da casa: UPIS e Faculdade Mauá. O vôlei uniu as duas duplas, que se conheceram há dois anos no NCT Vôlei de Praia, no próprio Parque da Cidade. Quem levou a melhor foi a UPIS. Felipe Alves, 20, estudante de administração natural da Bahia, veio para Brasília com o intuito de jogar e estudar. Seu sonho é ser jogador de vôlei de praia profissional. Aqui, conheceu Luccas Amorim, 24, sua dupla, e hoje o considera sua família na capital.

Luccas estuda ciências contábeis e seguiu os passos da família que é do meio esportivo. Joga profissionalmente desde os 13 anos. Ele vê o estudo como um plano b, pois infelizmente a modalidade não está em uma fase boa para se dedicar integralmente. Sobre a final, desabafa que não conseguiu dormir.

Sobre o jogo, tiveram que estudar e treinar já que conhecíamos as jogadas da Mauá. Conversando e corrigindo o necessário que deu a vitória para eles. André Luiz Milhomem, 20, cursa educação física, e Romildo Santos, 20, gestão pública, ficaram tristes por não ter ganho o primeiro lugar, mas felizes pelo título continuar em casa.

Edson Rodolfo da Silva, 23, da UNIP-SP machucou as costas durante o primeiro set contra a UNIATENEU- CE que garantiu o terceiro lugar no masculino. No segundo set começou mais equilibrado entre as duplas e chegou torcida para a UNIATENEU-CE. Gabriel Barbosa, 20, estudante de nutrição e o Henderson Pereira, 22, estudante de ciências contábeis também ganharam o terceiro lugar ano passado. Gabriel afirma que “é sempre bom participar de um campeonato ao nível nacional. Esperávamos com certeza sair com o título, mas subir no pódio também é bom independente de qualquer resultado”.

0 Comments

No Comment.