Os times mantiveram uma campanha invicta durante os jogos sediados na Bahia

Por Yasmin Cíntia Macêdo (Programa Jovens Voluntários)

Foto: Washington Alves/Light Press/CBDU 

Domingo, 27, foi dia das grandes finais de futsal dos Jogos Universitários Brasileiros, sediado em Salvador. Confira como foram os jogos:

 

FINAL FEMININA: UNIPLAC-SC X UNIP-SP

O chute inicial partiu das meninas do Uniplac, que mantiveram todo o primeiro tempo na defesa. Com o contra-ataque do time adversário paulista logo o gol foi feito pela Bia, camisa 8, que conseguiu de forma ágil achar uma brecha na confusão de passes de bola que a goleira da Uniplac estava.

Após o primeiro gol do time da Uniplac, o avanço foi definido com inúmeros passes de bola e tentativas que resultaram em dois gols de Letícia, camisa 15 do Unip.

Com a definição de dois gols feitos pela Unip no primeiro tempo, ações de ataque direto foram decididos pelo time de Amandinha, com a tática de goleiro de linha, na qual deixa o gol em aberto para avanço do time. Sem a defesa da goleira Gia, no segundo tempo, o time paulista conseguiu fazer mais três gols, sendo uma delas feita com o lançamento da goleira Jenifer, camisa 1 da Unip que conquistou o placar final de 6×0 e definiu o troféu de 1° lugar JUBs 2019.

 

FINAL MASCULINA: ESMAC-PA X UNINASSAU-PE

Diferente do jogo feminino, o primeiro tempo dos times Esmac e Uninassau foi definido com ataques ágeis feitos pelo time amarelo contra a defesa estabilizada do goleiro e dos atletas do time da Uninassau.

Com a consistência dos times no primeiro tempo, a tática utilizada no segundo foi diferente, trazendo agressividade nos primeiros minutos da Uninassau-PE, o que trouxe a primeira falta do time ao derrubar um dos adversários em quadra. Novamente a Esmac-PA busca avançar e fazer novas tentativas de gol, no qual foram rapidamente defendidas pelo goleiro da Uninassau.

Na busca de uma brecha, o atleta Gabriel, camisa 6 da Esmac consegue finalizar o primeiro e único gol da partida. Tendo em vista esta ação, o goleiro da Uninassau sai de cena da sua área e busca seguir a tática de gol aberto nos últimos minutos do segundo tempo da partida. Com a posição do goleiro de linha da Nassau, sua base perde a eficiência e fica desestabilizada com os ataques da Esmac. O placar do jogo terminou 1×0 para a Esmac após tentativas desesperadas de gol da Uninassau.

0 Comments

No Comment.