Lilian Rodrigues, atual presidente da FAUD, e Luciano Cabral, presidente da CBDU, ao meio e ex-presidentes da entidade

A Federação Amazonense Universitária de Desporto (FAUD) comemorou uma data muito importante em 2019: são sessenta anos de história. O aniversário oficial da entidade foi dia 14 de setembro, mas a data escolhida para a comemoração foi na última quarta-feira, 27 de novembro.

O local escolhido para a festa não poderia ser mais propício: o Atlético Rio Negro, clube tradicional de Manaus que teve sua estreia com uma disputa universitária de vôlei e está sempre presente nas competições que passam pela cidade.

A FAUD é uma das Federações precursoras no Estado; a partir dela começaram a nascer as entidades específicas de cada modalidade. A partir de seus membros, que foram para Rio Branco, também foi criada a Federação de Desportos Universitários Acreanos (FDUA).

Lilian Rodrigues, presidente da Federação, conta que a ideia era relembrar as pessoas que passaram e fizeram história pelo esporte universitário do Amazonas. Assim, foram homenageados ex-presidentes, atletas e figuras que foram ou são envolvidas no movimento.

A festa foi simples, porém não deixou de fazer jus ao que a Federação representa. No telão, foi passada uma cronologia do tempo com bandeiras, medalhas e flâmulas em vídeos e fotos.

Também foi entregue o Troféu Eficiência do Estado para as cinco Instituições de Ensino Superior melhores colocadas no ranking da FAUD.

Lilian conta que não era nem nascida quando a instituição foi criada, mas que é importante conhecer sua história. “Eu faço parte da história da FAUD de quando era atleta para cá, antes não. É importante conhecer as pessoas que passaram e os resultados obtidos”, conta.

“Queríamos homenagear as pessoas que fizeram a história da FAUD, e a gente entende que não adianta só falar das pessoas que estão atualmente. São pessoas que contribuíram no passado, que me marcaram. O objetivo também foi mostrar essas pessoas para os atuais atletas e técnicos, para que eles também vissem um pouco de como essa história foi feita”, completa.

A gestão atual aproveitou a reunião para mostrar um pouco do trabalho feito atualmente como o fato de a FAUD, nos últimos anos, ter pulado da 23ª colocação do Troféu Eficiência do ranking da CBDU para a 11ª, mostrando a gigante evolução que o estado do norte teve dentro do esporte universitário.

Foram mostradas também as competições que passaram pelo Estado e pela Federação, as parcerias com as Federações locais e com a CBDU e materiais divulgados na imprensa.

Luciano Cabral, presidente da CBDU, esteve presente e ressalta a importância do evento. “Valorizar a história e manter ativa a memória é fundamental para solidificar as bases que sustentam o futuro. A solenidade também foi importante na medida que premiou diante de todos os presentes as principais instituições e atletas da temporada 2019. Esse é o reconhecimento às pessoas que estão mantendo e se destacando no esporte universitário atualmente”.

Por fim, o presidente parabenizou a presidente e a diretoria da FAUD pela belíssima festa e, sobretudo, pela excelente gestão que estão fazendo.

Principais competições

Nos últimos anos, a FAUD tem organizado grandes eventos. O primeiro foi o LDU de lutas e futebol em 2017. De acordo com a presidente, a competição foi um marco preponderante para alavancar a gestão e obter mais resultados, tanto com a imprensa quanto com as entidades “amigas”.

A partir daí, a Federação mostrou que tinha sim condições e estrutura para realizar qualquer tipo de evento. Em seguida veio o Beach Games e em 2019, a Conferência Norte.

“A Conferência teve uma repercussão muito grande na cidade. Isso faz com que a gente fique ainda mais entusiasmado e ganhe força perante aos órgãos públicos e iniciativa privada”, diz Rodrigues.

Heróis amazonenses

Alguns dos nomes que fizeram história no esporte amazonense e nacional são:

– Wellington Nóbrega, campeão do JUBs atletismo;
– Daurimar Leão, campeão brasileiro de atletismo;
– Sandro Viana, campeão dos 100m rasos na Universíade e medalhista olímpico no revezamento 4x100m;
– Waldeci Silva –  Seleção Brasileira Universitária de luta olímpica;
– Andria Pimentel – Seleção Brasileira principal de luta olímpica;
– Israel Barreto – campeão brasileiro de tênis de mesa e atleta da Seleção Brasileira

 

0 Comments

No Comment.