De cara nova e para começar 2020 a todo vapor, a Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU) anuncia sua nova identidade visual e a campanha para a temporada de 2020. Confira:

 

 

As peças, em sua maioria, são compostas por elementos que trazem a ideia de movimento: linhas curvilíneas e até mesmo a sobreposição delas. A paleta de cores apresenta o amarelo, o verde e duas tonalidades de azul, com o objetivo de representar e identificar o Brasil. E o conceito principal da nova identidade visual é estabelecido pelas mãos dadas. O significado remete a união, a fidelidade, ao compromisso e a fraternidade. A inspiração surgiu por serem mãos que carregam as histórias, vitórias e derrotas de cada atleta universitário.

Além da identidade visual, a CBDU também lança hoje sua campanha para a temporada 2020, intitulada Heróis Reais. Desde 2017, a Confederação acredita em heróis. Aqueles que vivem intensamente, que são autênticos. Que rompem barreiras e superam limites em busca de um objetivo. Aqueles que têm foco e determinação. Em 2019, a CBDU mostrou que você é o herói. Que você é o protagonista da sua história, das suas conquistas e derrotas.

Em 2020, a CBDU continua acreditando em vocês, heróis. Atletas, estudantes, universitários. Heróis reais. Pessoas que dividem seu tempo entre a sala de aula e os treinos, e que não medem esforços para voarem cada vez mais alto. 2020 é de vocês!

 

 

Ressaltamos que os 9 personagens da campanha de 2020 são atletas de verdade e também envolvidos com o esporte universitário. Não foram utilizados atores ou pessoas fictícias. Conheça os #HeróisReais da campanha 2020:

 

Bárbara Dias

Barbara é formada em Biotecnologia pela Universidade de Brasília (UNB), e representa a Universidade no taekwondo. Competiu a Seletiva Olímpica em 2015 e representou o Brasil no evento teste das Olimpíadas, o Aquece Rio 2016. Em 2019, conquistou a medalha de bronze na Universíade de Napoli. Foi campeã da LDU lutas em 2014, em Maceió, e do Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) em 2019. No tempo livre, Bárbara ama sair com seus amigos de infância para lembrar das histórias que compartilham. A atleta é formiguinha: açúcar é o ponto fraco dela!

 

Fellipe Arakawa

Com 25 anos, Fellipe é graduado em Engenharia Mecânica pela Faculdade Pitágoras, de Belo Horizonte e como bom taurino, ele ama strogonoff! Atleta da ginástica artística, fez sua estreia universitária na Universíade de Gwangiu, em 2015. Depois disso também participou da edição de 2019, em Napoli, sendo finalista na barra fixa e concluindo a competição em 6º. No Campeonato Brasileiro de 2018, subiu ao lugar mais alto do pódio no cavalo com alça e na edição do ano seguinte, 2019, o 2º lugar na paralela e o 3º lugar na barra fixa.

 

Helena Teodosio

Helena é estudante de Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Alagoas (UFAL) e representa a instituição no judô. A atleta é bicampeã alagoana na modalidade (2016 e 2017) e campeã Norte-Nordeste. No meio universitário, Helena já participou do JUBs em 2019. Helena não nega as origens e coloca cuscuz em todas as comidas possíveis. Depois ela cruza os dedos e torce para que fique bom!

 

Luinne Nascimento

Atleta de handebol desde os 8 anos, Luinne é hoje, com 30, a mais velha das estrelas da campanha de 2020. Natural de Macapá – AP, a atleta é pura garra! Após graduar-se em Educação Física pelo Centro de Ensino Superior do Amapá (CEAP), resolveu estudar Fisioterapia na Universidade Federal do Amapá (Unifap), curso que faz ainda hoje Além de conciliar estudos e treinos, Luinne também cuida da pequena Laura, de 3 anos, sua filha. Muito ligada a família, a atleta se apaixonou pelo esporte ainda dentro de casa: os pais são professores de Educação Física e o pai, Ronaldo Cunha sempre foi o técnico dela. A família também mantém a República dos Esportes, projeto social que auxilia crianças e jovens no handebol.

 

Maik Andrade

Carinhosamente apelidado de Maikinho na infância, o atleta de vôlei não era dos mais altos da turma. Com o passar dos anos espichou um pouco e atingiu o 1,84. Ainda assim, continua com o apelido dentro do universo do vôlei. Natural de Manaus, ele admite que é fã de comida, e mais ainda de churrasco. Precisando de churrasqueiro vocês já sabem quem chamar! No esporte universitário, Maik representa a Universidade Nilton Lins, de Manaus. Desde 2014, participou de inúmeras competições oficiais da CBDU, com destaque para o título de campeão da conferência Norte do JUBs de 2018 e 2019.

 

Pedro Rezende

Estudante de Educação Física na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Pedro pratica judô desde os 8 anos de idade e desde os 9 percorre o Brasil em competições. A nível nacional, o atleta coleciona 4 medalhas em Brasileiros e 3 convocações para seletivas olímpicas. No meio universitário, Pedro já participou de 7 JUBs Fase Final e um JUBs Lutas, somando 2 medalhas de bronze e 1 de ouro. Fora do tatame, o atleta gosta de passear com suas cachorras e comer tudo o que engorda (e ainda assim continuar no peso!).

 

Talita Alves Carneiro

Natural de Ponde Nova – MG, a atleta de handebol tem apenas 23 anos e uma bagagem esportiva de dar inveja a qualquer um. Talita começou na modalidade aos 11 anos e desde então não parou mais. Quando na seleção brasileira categorias juvenil e júnior, a mineira participou de Panamericanos e dois Mundiais: Macedônia em 2014 e Rússia 2016. Ainda em 2014 também participou das Olimpíadas da Juventude, em Nanjing – China. No meio universitário, Talita já passou por 5 JUBs, dos quais foi campeã em 4. Em 2018 foi para Rijeka, na Croácia, para o Mundial Universitário e trouxe para casa a medalha de prata. Formada em Fisioterapia pela Universidade do Contestado, em Concórdia – SC, a atleta revela que não gosta de perder nem no par ou ímpar. E aí, vai encarar?

 

Verena Figueira

Estudante de Educação Física na Unifor – CE, a atleta de 23 anos representa a instituição pelo vôlei de praia e de quadra. Fez sua estreia na praia nos Jogos Escolares da Juventude em 2013 e na competição, garantiu a medalha de prata. Em 2016 foi vice-campeã Sul-americana no Peru. No esporte universitário, Verena participa desde 2015 (LDUs, Beach Games e JUBs Fase Final) e leva na bagagem, incontáveis títulos. Foi campeã em 2017 do Beach Games nacional e internacional. Em 2019 foi convocada para representar o Brasil no vôlei de quadra na Universíade e, no mesmo ano, subiu ao lugar mais alto do pódio no JUBs Fase Final. Sua comida favorita é churrasco, mas também não dispensa um açaí.

 

Yasmim Lima

Tricampeã brasileira universitária, campeã brasileira e pan-americana em Lima – Peru, Yasmim Lima quer mais! De olho na vaga olímpica para Tóquio 2020, a estudante de Administração na UniAteneu – CE se divide entre treinos e estudos. Apesar de hoje morar no Rio de Janeiro, a judoca é natural do Ceará e mantém um projeto social lá: o Promessas de Deus. Na iniciativa, ela oferta judô gratuito para cerca de 100 pessoas. Ser campeã olímpica e ter um centro de treinamento para o seu projeto social estão no topo da lista de seus sonhos. Nós estamos na torcida!

0 Comments

No Comment.