Por Tânia Costa (Programa Jovens Jornalistas)

Karatê: luta das mãos vazias. Essa arte milenar tem esse significado, porque foi criada para ser um combate de mãos livres sem armamento, utilizando apenas seu próprio corpo para atingir seu adversário.

Taekwondo indica a técnica de combate sem armas para defesa pessoal, envolvendo destreza no emprego das mãos e punhos, de pontapés voadores, de esquivas e de golpes com as mãos, braços ou pés, para a rápida destruição do oponente.

Foram essas duas modalidades que encerraram neste sábado, 27, o JUBs Modalidades, na UnB, durante todo o dia a partir das 9h.

Nas competições de Karatê todos os estilos estiveram presentes: Shotokan, Goju-ryu, Wado-ryu, Shito-ryu e o Sorin-ryu. Em relação às competições caratecas, dividimo-las em duas partes: Kata e Kumitê. O kata se refere a uma sequência de golpes que podemos apreender desde o primeiro dia de aula. Pode-se definir o kata como uma luta imaginária. Já o kumitê é a luta em si. É onde são aplicados os golpes em situação real de combate.

Começamos a manhã com a apresentação de Kata. Primeiro com as apresentações individuais e depois o kata em equipe com bunkai (aplicação dos movimentos do kata). As universidades que tiveram suas representantes femininas nessa modalidade foram: UNIP-SP, UNB-DF, UNIFOR-CE e PUC-GO. Todas chegaram ao pódio.

No Taekwondo várias lutas marcaram o dia hoje, nas 16 categorias. Os atletas com melhor colocação no ranking da Confederação Brasileira de Taekwondo terão a chance de ir pra Universiade, que será realizada em julho, na Itália. São 8 vagas no total: 4 masculinas e 4 femininas.

Confira o pódio do último dia e, também, de todo JUBs Modalidades, no link abaixo:

https://www.cbdu.org.br/tipo-competicao/jubs-modalidades/

0 Comments

No Comment.