Napoli no centro do mundo. A cerimônia de abertura da 30ª Universíade de Verão, criada e produzida pela Balich Worlwide Shows, acontecerá dia 3 de julho, às 9h (Horário de Napoli), no Estádio San Paolo. 1500 atletas irão fazer uma performance para celebrar a chegada dos atltetas universitários de 127 países.

O diretor criativo é Marco Balich, conhecido pelos sucessos em mais de 20 cerimônias olímpicas, de Turin 2006 ao Rio 2016, e pela Árvore da Vida criada para a Expo Milano 2015.

“Depois de Turim, é com muita alegria que vou criar uma nova cerimônia na Itália. Espero contribuir para enfatizar Nápoles e Campania como elas merecem, tentando narrar grandes esperanças e figuras memoráveis ​​cheias de emoções contemporâneas. Sinto a forte responsabilidade deste investimento que a região de Campânia, a Fisu e o Comitê Organizador do Napoli 2019 fizeram até agora. Queremos deixar lembranças inesquecíveis”, conta Balich.

A diretora artística e diretora Lidia Castelli concebeu a mise-en-scene a partir da letra “U” do logotipo da Universíade, que representa um grande abraço com dois enormes braços estendidos para os mais de 8.000 atletas esperados na Campania.

A campeã napolitana do recorde mundial de apneia, Mariafelicia Carraturo, será a proganista do segmento de abertura: ela fará a encantadora sereia “Partenope”, mascote dos Jogos, trazendo o mar para invadir o campo de San Paolo; efeitos especiais que deixarão todos sem fôlego.

Em seguida, o palco irá se transformar imediatamente num postal hiper-tecnológico, com um Vesúvio tridimensional para os segmentos de tributo a atletas de todo o mundo. Então, duas mulheres cheias de carisma, força e coragem vão chamar a atenção: Malika Ayane, uma das cantoras mais ecléticas e apreciadas da cena musical italiana, e Bebe Vio, estudante universitário, campeão paraolímpico e um dos mais amados símbolos esportivos da nosso país.

Espaço também para cultura. O famoso afresco “Diver”, de Paestum, representará a união entre passado e presente, esporte e cultura. A música de Anastácio também acenderá o “fogo do conhecimento”. O estudante e rapper napolitano de 21 anos fará eco à voz das novas gerações, enquanto centenas de judocas vindos do centro esportivo de Gianni Maddaloni, em Scampia, irão se apresentar ilustrando as dezoito disciplinas esportivas em competição. Alguns detalhes da cerimônia de encerramento serão confiados à vivacidade e criatividade do The Jackal.

Fonte: FISU

 

0 Comments

No Comment.