Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania

Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania

O Conselho Nacional do Esporte realizou, nesta segunda-feira (9), sua 51ª reunião, na Secretaria Especial do Esporte, em Brasília. O colegiado, que atua no desenvolvimento de políticas em prol do desporto nacional, relembrou as principais ações e conquistas de 2019 e discutiu estratégias para 2020, ano dos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão.

Luciano Cabral, presidente da Confederação Brasileira do Desporto Universitário, que é membro titular do Conselho Nacional de Esportes e tem cadeira definitiva no conselho, marcou presença na reunião.

A CBDU apresentou duas parcerias: uma com Ministério da Defesa e outra com o Comitê Olímpico do Brasil. A primeira vai ofertar bolsas para os atletas militares de alto rendimento e colocar os cadentes das forças armadas para jogarem as competições universitárias. Já o COB passará a enviar, após os Jogos Escolares da Juventude, a relação dos atletas participantes que estão cursando o 3º ano do ensino médio e, com isso, a CBDU realizará um draft para que esses atletas ingressem nas universidades por todo Brasil. São quase 1.000 jovens entre 16 e 17 anos.

“Essas novas parcerias fortalecem o sistema esportivo universitário, atraindo atletas de alto rendimento para nossa plataforma. Atletas que serão um exemplo para que mais jovens conciliem o esporte com a formação educacional. Por outro lado, a CBDU contribui com o esporte nacional tratando de questões como o pós carreira e evasão do esporte na fase juvenil”, explica Cabral.

O secretário especial do Esporte, Décio Brasil, fez uma apresentação sobre as principais ações da pasta em 2019, como a recomposição e a modernização do Bolsa Atleta, a inauguração de Estações Cidadania, o apoio ao atleta de alto rendimento, a criação da Jornada Esporte Cidadão e o aprimoramento de programas como Forças no Esporte e Vida Saudável, além do trabalho com a Lei de Incentivo ao Esporte, o controle de dopagem e a gestão do legado olímpico.

O encontro teve ainda votações de resoluções do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem, da ABCD e da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento, quando o secretário Emanuel Rego também apresentou as estratégias de divulgação do centenário de participação do Brasil em edições dos Jogos Olímpicos. Já o representante da Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB), general Jorge Antônio Smicelato, destacou a participação do país nos Jogos Mundiais Militares de Wuhan, na China, quando a delegação de 486 integrantes, sendo 349 atletas, conquistou 88 medalhas na contabilidade oficial do evento.

Também participam do encontro o diretor geral do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Rogério Sampaio; o superintendente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Nelson Hervey; o representante da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Gabriel Citton; o representante da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, Dagoberto dos Santos; e representantes de clubes sociais, do esporte nacional e da sociedade civil.

 

*Com informações da Secretaria Especial do Esporte

 

0 Comments

No Comment.