FISU, CBDU e convidados reunidos na sede do COB. Foto: Rodrigo Ferran

 

Começou hoje, 5, no auditório do Comitê Olímpico do Brasil (COB), no Rio de Janeiro, o primeiro Seminário Pan-Americano do Esporte Universitário. O evento é uma realização da Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), da Federação Internacional do Esporte Universitário (FISU) e da FISU América.

Entre as autoridades presentes estavam: o presidente da FISU América e vice-presidente da CBDU, Alim Maluf; o presidente da CBDU e vice-presidente da FISU, Luciano Cabral e o presidente do COB, Paulo Wanderley. Também estavam presentes os representantes das Federações Nacionais das Américas e os representantes das 20 Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras melhores classificadas no ranking da CBDU. Representantes de algumas Associações Atléticas Acadêmicas do Brasil – entidades responsáveis pelo fomento do esporte universitário nas IES – também prestigiaram o evento.

 

Autoridades durante o Seminário. Da esquerda para a direita: Paulo Wanderley – presidente do COB, Alim Maluf – presidente da FISU e Luciano Cabral – presidente da CBDU. Foto: Rodrigo Ferran

 

Tendo início as solenidades, o presidente da FISU America, Alim Maluf entregou uma lembrança ao presidente do COB, Paulo Wanderley, em reconhecimento por toda ajuda prestada ao esporte universitário. Em seguida, Lilia Barieva e Tarmo Jaakson, Diretora e Coordenador de Educação e Desenvolvimento da FISU respectivamente, apresentaram a FISU para os convidados, desde o organograma da Organização, até as competições e alguns números.

Em entrevista, Lilia reforçou o que foi dito em sua apresentação: “Our point is to support the development of the Federations, to learn more about their needs, about their expectation from FISU and to provide as much service as possible” (em tradução livre: nosso objetivo é apoiar o desenvolvimento das Federações, aprender mais sobre suas necessidades, suas expectativas com a FISU e fornecer o máximo de serviço possível), explicou a russa. Ela esclareceu que dada a grande extensão do esporte universitário no mundo, a FISU não consegue alcançar diretamente cada aluno, mas que a CBDU, com seus membros e universidades, consegue esse contato.

 

Palestrantes da FISU. Da esquerda para a direita: Christian Monzani – Diretor de Marketing da FISU, Lilia Barieva – Diretora de Educação e Desenvolvimento da FISU e Tarmo Jaakson – Coordenador de Educação e Desenvolvimento da FISU. Foto: Rodrigo Ferran

 

 

Depois de Lilia e Tarmo, foi a vez do Diretor de Marketing da FISU, Christian Monzani, fazer o uso da palavra. Em sua apresentação, ele mostrou a nova identidade visual da FISU e seus significados. Afirmou que o objetivo da nova logo da FISU é comunicar dinamismo e modernidade para o público e que a FISU, como instituição, representa inovação, inclusão, diversidade, igualdade de gênero e multiculturalismo. Para mais informações sobre a nova identidade visual da FISU, clique aqui.

Ainda na parte da manhã, Marisol Pedraza, diretora do 2º FISU America Games, apresentou o evento. Discorreu sobre as estruturas esportivas de Mérida, no México, sede da competição, a rede hoteleira e outros detalhes do evento. Em seguida a pauta foi o FISU América Basquete 3×3. Quem falou sobre o assunto foi Aitor Sanchez, membro do comitê organizador do evento e Carlos Torres, delegado do Peru, sede do evento. Para finalizar a agenda do período da manhã, Gerard Corales, dialogou sobre o FISU América Fórum de 2020, que acontecerá na Costa Rica.

Alim Maluf, presidente da FISU America classificou a manhã como fantástica. “Foi muito bom, até porque tivemos a participação de 19 países, das 20 melhores Instituições de Ensino Superior do Brasil e também o auditório lotado, com praticamente 70 pessoas”, disse Alim. Ele reiterou que o objetivo do evento foi alcançado, que o público conheceu a FISU América e o movimento do esporte universitário mundial.

 

Em momento de descontração, Luciano Cabral dialoga sobre o cenário do esporte universitário no Brasil. Fotos Bárbara Fernandes

 

Na parte da tarde, Luciano Cabral, presidente da CBDU apresentou a CBDU e conversou com os representantes das Atléticas e das IES sobre o cenário do esporte universitário no Brasil. O momento foi descontraído e muito proveitoso para o esclarecimento de algumas dúvidas por parte do público. Ramon Moreira é presidente da Atlética da Medicina, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e viajou com mais 3 amigos, de Minas Gerais até o Rio de Janeiro, para acompanhar o Seminário Pan-americano do Esporte Universitário. “A gente conhece muito bem como que funciona o cenário esportivo mineiro. A gente quer saber como que funciona o brasileiro.”, explica.

Por fim, Lilia Barieva, Diretora de Educação e Desenvolvimento da FISU, comentou sobre a importância de momentos de diálogo como os que aconteceram no evento no COB. “It’s great when they learn from each other’s, so it’s great opportunity for other Federations to see the CBDU example, like, how they cooperate with the Olympic Committee, how they work closely with the Organizing Committee. So, this is also good” (em tradução livre: é ótimo quando eles aprendem um com o outro, por isso é uma grande oportunidade para outras Federações verem o exemplo da CBDU, como eles cooperando com o Comitê Olímpico, como eles trabalhando em estreita colaboração com o Comitê Organizador. Então isso também é bom), finaliza Lilia.

 

A agenda do Seminário continua amanhã, dia 06.

 

0 Comments

No Comment.