Por Maurício Manoel e Graciele Oliveira

Thiago Parmalat/CBDU

Abrindo o terceiro dia do futsal feminino, as meninas do UNIFOR-CE encontraram dificuldades para conseguir furar o ferrolho formado pela CENESUP-PB. No entanto, brilhou a estrela da volante Claudiane Paulino, autora dos gols da vitória por 2×0 na manhã desta quinta-feira (8), no Ginásio Tenente Madalena, em Maceió-AL.

Com o resultado as cearenses chegaram aos seis pontos e figuram na 2ª posição do Grupo U. Já as paraibanas se afundaram na última posição da chave com nem um ponto.

No segundo jogo das mulheres, outro 2×0 e mais uma dona da partida: Lindinalva Correia, para a UNINASSAU-PE. As pernambucanas golearam a UFAL-AL  por 8×0 na quarta-feira (7), mas tiveram muitos problemas diante da FMN-RN.
As potiguares imprimiram uma ótima marcação sobre as principais jogadoras de Pernambuco e travaram a partida. No entanto, os dois descuidos dados frente a camisa 7 não foram perdoados. Vitória maiúscula para UNINASSAU-PE e primeira colocação garantida, com nove pontos conquistados.

No masculino, a UNINOVAFAPI-PI foram superados de virada pela UINASSAU-PE, pelo placar de 3×1. No primeiro tempo, Luis Silva dexcou os piauienses na vantagem, mas viu um avalanche descer a mil quilômetros por hora: gols de Jefferson Silva (2x) e Alexandre Santos.

Com isso, o Estado do Piauí se despediu do JUBs – Conferência Nordeste na última posição do Grupo A, com apenas um ponto. Já a UNINASSAU-PE terminou a fase de classificação na liderança, com quatro.

À tarde, o time da faculdade Maurício de Nassau-RN voltou com garra   em quadra, no ginásio Tenente Madalena. No jogo de quarta-feira, contra os alagoanos, saíram no zero a zero, resultado que não agradou o técnico Alberto Pereira, que se mostrava furioso com a atuação do time.

O jogo de hoje foi para cumprir tabela, mas, mesmo assim, a equipe de UFS-SE não se desanimou e deu trabalho para os potiguares.  Sem bola no gol, depois de um primeiro tempo sofrido, a Nassau voltou no segundo período com a equipe mais concentrada e bem postada. O time de Sergipe, em desvantagem com um após a expulsão de Davisson Pitbull, marcou o terceiro gol da rodada, classificando a equipe para a próxima fase.

O técnico Alberto Pereira analisa no time com algumas dificuldades: “Os jogadores são muito jovens, o mental deles não estão alinhando ainda e não estamos acostumados ao estilo dessa arbitragem, mas no jogo de hoje tivemos uma vantagem por a equipe de Sergipe ter menos técnica”, afirmou o técnico.

O segundo enfrentamento da tarde ficou entre FAT- AL, os donos da casa, e os paraibanos da FTM, que levaram a melhor ganhando de 5 a 3.

O jogo foi marcado por muita emoção dentro de quadra, levando a arquibancada a loucura. Os alagoanos vinham do último jogo empatado no zero a zero contra a FMN-RN. Mas, no jogo de hoje, ousaram numa estratégia de lances individuais, que levou a equipe a derrota.

O time da faculdade de Três Marias entrou em campo muito bem articulado. Mais preocupadas em fechar a defesa, aproveitaram os contra-ataques para golear os adversários. Dos cinco gols, dois foram marcados pelos paraibanos a partir da sua própria barra, aproveitando a saída do goleiro da FAT para a linha.

Para o técnico de PB, Lucio Laércio Barbosa dos Santos,  o jogo de hoje foi muito difícil. “Um jogo muito disputado, porque o time da casa é uma boa equipe, com uma técnica plausível, mas treinamos o nosso goleiro para os contra-ataques deles”, disse o técnico. Amanhã a equipe enfrenta a UniNassau-PE.

 

0 Comments

No Comment.