Paratleta olímpico Yohansson Nascimento estreia pistas de atletismo (Foto: Universidade Federal de Alagoas)

Foram inaugurados na manhã desta sexta-feira (13), a pista de atletismo e o campo de futebol, equipamentos que compõem o Complexo Esportivo da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). A comunidade acadêmica do Instituto de Educação Física comemorou o recebimento das obras.

O Complexo Esportivo é constituído pela piscina semi-olímpica e piscina de reabilitação; ginásio poliesportivo; quadra de vôlei de areia e futebol; pista de atletismo e campo de futebol, com arquibancada que possui capacidade para 2213 pessoas.

Com 47 mil m², representando um investimento de mais de R$ 28 milhões, o Complexo Esportivo atende a comunidade acadêmica fomentando atividades de ensino, pesquisa e extensão e contempla a sociedade, promovendo ações regulares de atividade física para a população além de concretizar convênios com clubes esportivos criando um planejamento estratégico para treinamento dos atletas, utilizando ciência e a tecnologia.

Durante a inauguração, a reitora Valéria Correia falou sobre a importância do complexo para a Universidade e agradeceu as contribuições dos Deputado Federal Marx Beltrão e Paulão. “Tivemos muito investimento aqui e só foi possível concluir a obra com os recursos garantidos por emendas parlamentares. Ela é fruto de um esforço coletivo. A Ufal está entre as melhores universidades do mundo e é a primeira entre 63 universidades no quesito da permanência estudantil. Certamente, as ações de esporte contribuem para essa classificação” lembrou.

Em sua fala, a reitora também destacou que todo o complexo é acessível, desde as entradas até os vestiários e banheiros. “O complexo é acessível plenamente. E essa é mais uma forma de inclusão em nossa Universidade, assim como as cotas. A acessibilidade e as cotas são direitos e não privilégios” salientou.

A diretora do Instituto de Educação Física e Esporte (Iefe), professora Leonéa Santiago falou do privilégio que é ter o Complexo Esportivo ligado ao Instituto e aproveitou para destacar o empenho do corpo docente da unidade. “Hoje é um dia de muita gratidão e agradecimento. Esses 47 mil m² são uma responsabilidade muito grande que o Instituto começa a ter. Temos a maior área para cuidar da Universidade. Gratidão ao corpo docente que realiza um trabalho incansável com os projetos pedagógicos. Cada espaço desse complexo, é de ensino, pesquisa e extensão. Cada local desse está sendo ocupado por atividades dos pilares da Universidade e fazemos um esforço enorme para cumprirmos isso. Fazemos ciência aplicada ao esporte. Gratidão também aos alunos pois, se tudo isso existe, é porque vocês existem” agradeceu.

A inauguração foi prestigiada pelos presidentes da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) Warlindo Carneiro, do Desporto Universitário (CBDU), Luciano Cabral e de Handebol (CBHb), Ricardinho de Souza; pelo presidentes da Federação Alagoana de Futebol, Felipe Omena e do Conselho Regional de Educação Física, Carlos Eduardo; além dos deputados federais Paulão e Marx Beltrão; o Reitor Honário Eurico Lôbo, pró-reitores e ex pró-reitores da Universidade, ex alunos e outros representantes.

O paratleta medalhista olímpico Yohansson Nascimento também esteve presente na inauguração e enfatizou que o esporte possibilita a realização de sonhos. “Nunca deixei de acreditar nos meus sonhos. Os sonhos nos movem. Hoje, conquistei o mundo e eu o represento com as cores do meu estado. Tenho orgulho de ser alagoano e nordestino. O sol brilha para cada um de vocês. Isso não é só um complexo, nem só uma pista, é um local de realização de sonhos. O esporte, assim como mudou a minha vida, pode mudar a vida de muitas pessoas. Vamos começar agora e hoje a realização dos sonhos” ressaltou.

Para marcar o momento, Yohansson e estudantes do Iefe participaram de uma corrida na pista olímpica. A inauguração também contou com apresentações artísticas e apresentações de artes marciais como Taekwondo e Kung Fu.

Fonte: Universidade Federal de Alagoas

0 Comments

No Comment.